top of page
  • Advocacia Manhães de Almeida

São Paulo: constituída de história, cultura e diversidade

A capital paulista reúne construções muito importantes para o seu valor histórico e cultural. Na cidade, estão presentes museus, centros culturais, restaurantes e tantas outras edificações que retratam os diversos momentos pelos quais a Cidade passou, seja como centro urbano escolhido pelos grandes cafeicultores para instalarem suas majestosas residências, seja como pólo industrial ou ainda, como grande local de eventos, exposições e o maior centro financeiro do País. Abaixo, confira alguns pontos turísticos de São Paulo com grande relevância arquitetônica e urbanística: Mercado Municipal O Mercadão - ou Mercado Municipal - foi inaugurado em janeiro de 1933. Projetado pelo engenheiro Felisberto Ranzini, sua estrutura é de 12.600m² e possui cerca de mais de 1.500 funcionários. Sem dúvidas, uma das atrações mais famosas do mercado é o seu espaço gastronômico, que oferece pratos deliciosos, podendo ser consumidos debaixo de uma bela estrutura arquitetônica. Para se ter uma ideia, o Mercadão recebe mais de 50 mil visitantes por semana e, por isso, tornou-se um grande polo turístico e cultural. Para São Paulo, essa estrutura é muito importante, sendo inclusive tombada pelo CONDEPHAAT e pelo Conpresp, que visam à sua preservação. Catedral da Sé A Catedral da Sé, também conhecida como Paróquia da Nossa Senhora da Assunção de São Paulo, é tida como o 4° maior templo neogótico do mundo. Dom Duarte Leopoldo e Silva, então arcebispo de São Paulo, decidiu por construir essa estrutura. O arquiteto responsável pelo projeto foi Maximilian Emil Hehl. O estilo eclético da paróquia foi inspirado nas catedrais medievais. À São Paulo, essa estrutura é muito significativa e um bem protegido pelo CONDEPHAAT por ser uma referência histórica e cultural, e também por representar o Marco Zero do território paulista, refletindo a transformação da cidade colonial para uma metrópole. Obelisco aos Heróis de 32 “Viveram pouco para morrer bem; morreram jovens para viver sempre”.


Essa famosa frase marcou a história dos jovens estudantes mortos durante a Revolução Constitucionalista em 1932.


O Obelisco é o maior monumento da cidade de São Paulo, possuindo cerca de 72 metros de altura. No seu interior, há um imenso jardim com 600 urnas funerárias e 3 capelas. Essa estrutura está apontada para a Av. 23 de Maio - data em que foram mortos os estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo (MMDC).


Esta grandiosa estrutura também é patrimônio tombado pelo CONDEPHAAT e um dos monumentos mais importantes da capital.


Bairro Liberdade


A Liberdade impressiona a todos por ser uma referência da cultura japonesa na capital. Localizada na zona central da cidade, pertencente em uma parte ao distrito da Liberdade e outro à Sé, é tida como um reduto da comunidade japonesa, inclusive, a maior do mundo fora do Japão.


Esse bairro, frequentemente, realiza feiras - inclusive, uma das mais conhecidas é a “Feira da Liberdade”, em que é possível ter uma ótima experiência gastronômica -, diversos eventos relacionados à cultura japonesa e, claro, também é possível encontrar produtos orientais nas lojas espalhadas por suas ruas. Tendo vários estabelecimentos que comercializam produtos locais, é uma área preservada pelo Conpresp desde março de 2018.


São Paulo apresenta uma infinidade de espaços e monumentos que a torna um berço cultural. Por isso, esse post não termina aqui e, em breve, traremos mais alguns para te apresentar!



136 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O imóvel tombado, tombou!

A demolição do imóvel localizado na Rua Artur Prado, 376, na Bela Vista – SP, conhecido como Casarão das Muletas, é mais um triste ataque que assistimos passivamente contra o nosso patrimônio históric

Comments


bottom of page