top of page
  • Advocacia Manhães de Almeida

São Paulo: constituída de história, cultura e diversidade

A capital paulista reúne construções muito importantes para o seu valor histórico e cultural. Na cidade, estão presentes museus, centros culturais, restaurantes e tantas outras edificações que retratam os diversos momentos pelos quais a Cidade passou, seja como centro urbano escolhido pelos grandes cafeicultores para instalarem suas majestosas residências, seja como pólo industrial ou ainda, como grande local de eventos, exposições e o maior centro financeiro do País. Abaixo, confira alguns pontos turísticos de São Paulo com grande relevância arquitetônica e urbanística: Mercado Municipal O Mercadão - ou Mercado Municipal - foi inaugurado em janeiro de 1933. Projetado pelo engenheiro Felisberto Ranzini, sua estrutura é de 12.600m² e possui cerca de mais de 1.500 funcionários. Sem dúvidas, uma das atrações mais famosas do mercado é o seu espaço gastronômico, que oferece pratos deliciosos, podendo ser consumidos debaixo de uma bela estrutura arquitetônica. Para se ter uma ideia, o Mercadão recebe mais de 50 mil visitantes por semana e, por isso, tornou-se um grande polo turístico e cultural. Para São Paulo, essa estrutura é muito importante, sendo inclusive tombada pelo CONDEPHAAT e pelo Conpresp, que visam à sua preservação. Catedral da Sé A Catedral da Sé, também conhecida como Paróquia da Nossa Senhora da Assunção de São Paulo, é tida como o 4° maior templo neogótico do mundo. Dom Duarte Leopoldo e Silva, então arcebispo de São Paulo, decidiu por construir essa estrutura. O arquiteto responsável pelo projeto foi Maximilian Emil Hehl. O estilo eclético da paróquia foi inspirado nas catedrais medievais. À São Paulo, essa estrutura é muito significativa e um bem protegido pelo CONDEPHAAT por ser uma referência histórica e cultural, e também por representar o Marco Zero do território paulista, refletindo a transformação da cidade colonial para uma metrópole. Obelisco aos Heróis de 32 “Viveram pouco para morrer bem; morreram jovens para viver sempre”.


Essa famosa frase marcou a história dos jovens estudantes mortos durante a Revolução Constitucionalista em 1932.


O Obelisco é o maior monumento da cidade de São Paulo, possuindo cerca de 72 metros de altura. No seu interior, há um imenso jardim com 600 urnas funerárias e 3 capelas. Essa estrutura está apontada para a Av. 23 de Maio - data em que foram mortos os estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo (MMDC).


Esta grandiosa estrutura também é patrimônio tombado pelo CONDEPHAAT e um dos monumentos mais importantes da capital.


Bairro Liberdade


A Liberdade impressiona a todos por ser uma referência da cultura japonesa na capital. Localizada na zona central da cidade, pertencente em uma parte ao distrito da Liberdade e outro à Sé, é tida como um reduto da comunidade japonesa, inclusive, a maior do mundo fora do Japão.


Esse bairro, frequentemente, realiza feiras - inclusive, uma das mais conhecidas é a “Feira da Liberdade”, em que é possível ter uma ótima experiência gastronômica -, diversos eventos relacionados à cultura japonesa e, claro, também é possível encontrar produtos orientais nas lojas espalhadas por suas ruas. Tendo vários estabelecimentos que comercializam produtos locais, é uma área preservada pelo Conpresp desde março de 2018.


São Paulo apresenta uma infinidade de espaços e monumentos que a torna um berço cultural. Por isso, esse post não termina aqui e, em breve, traremos mais alguns para te apresentar!



129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Os condomínios são tidos como espaços seguros, harmônicos e tranquilos. No entanto, por se tratar de um ambiente que abriga diversas pessoas, os conflitos são mais recorrentes do que imaginamos. De a

bottom of page