top of page
  • Advocacia Manhães de Almeida

De tudo, um pouco: São Paulo

O que torna São Paulo diferente das demais capitais brasileiras? Além da população, é claro, a famosa selva de pedras traz consigo muitas possibilidades a serem usufruídas, seja pelos habitantes locais ou turistas. O Brasil é um país composto por um mix de culturas, origens e costumes, e São Paulo segue essa “tradição”. Na cidade, é possível ter contato com culinárias estrangeiras, exposições de artistas renomados e prédios arquitetonicamente admiráveis presentes nela desde sua fundação. Abaixo, separamos alguns lugares para te apresentar. Faculdade de Direito Largo São Francisco Onde é que mora amizade,

Onde é que mora a alegria,

No Largo de São Francisco,

Na Velha Academia”. Completando quase 2 séculos de história, a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo surgiu após a independência brasileira. Em 1827, Dom Pedro I assinou um decreto imperial que criava 2 cursos no Brasil, um em São Paulo e outro em Olinda, no Pernambuco. A princípio, o local escolhido para sediar as aulas era um prédio no estilo barroco do século XVII que, anteriormente, era um convento franciscano. A aula inaugural ocorreu em 01 de março de 1828. Com o passar dos anos, recebeu o nome de “Academia de Direito do Largo de São Francisco” e, em 1854, passou a ser chamada de “Faculdade de Direito da Cidade de São Paulo”. Mais tarde, durante o governo Vargas, foi incorporada à recém-criada Universidade de São Paulo. Ao todo, cerca de 9 departamentos compõem a Faculdade de Direito de São Paulo, em que cada um possui seu próprio corpo docente, secretaria e chefia - dentre eles, Direito Civil, Direito Comercial, Direito do Trabalho e da Seguridade Social e Direito do Estado.


Impossível não encher o peito de orgulho ao falar da minha casa, onde comecei minha vida jurídica.


Prédio do Tribunal de Justiça


A princípio, a primeira sede do Tribunal de Justiça localizava-se na Rua Boa Vista e era conhecida como “Tribunal da Relação de São Paulo e Paraná”. Na época, em 1874, era constituída por 7 desembargadores e presidida pelo cearense Tristão de Alencar Araripe.


Após a promulgação da Constituição, em 1891, surgiu o “Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo”. Conforme seu crescimento, houve a necessidade de criar uma sede para abrigar o Tribunal de Justiça - nesse período, era instalado em casarões decadentes no centro da cidade.


Com isso, foi feito um projeto para construí-lo, porém, devido a questões burocráticas e à demolição do quartel da cavalaria instalado no local, a pedra fundamental desta edificação ocorreu somente em 1920. Um fato curioso sobre o seu processo construtivo é que grande parte dos seus operários era composta por imigrantes italianos e espanhóis. A sua fachada foi inspirada no Palácio da Justiça de Roma e seus acabamentos foram feitos com figuras e símbolos judiciários.


Em 1933, 13 anos depois, as atividades no Palácio da Justiça foram iniciadas. Em 1942, especificamente no dia 25 de janeiro, houve uma outra inauguração em homenagem à cidade de São Paulo, pois completava o seu 388° aniversário. Em 1981, o CONDEPHAAT tombou o Tribunal da Justiça, pois o considera um monumento histórico e de grande valor arquitetônico.


MASP


O Museu de Arte de São Paulo (MASP) é uma instituição privada e sem fins lucrativos. Fundado em 1947 pelo empresário Assis Chateaubriand, é o primeiro museu moderno no país. Chateaubriand fez um convite a Pietro Maria Bardi, crítico e marchand italiano, para dirigir o MASP, e Lina Bo Bardi para desenvolver o projeto arquitetônico e expográfico.


Inicialmente, ele foi instalado na rua 7 de Abril, localizada no centro da cidade. Em 1968, foi transferido para a sua sede atual, na Av. Paulista. A arquiteta Lina Bo Bardi teve destaque pelo projeto, pois tornou-se um marco na história da arquitetura do século XX.


Além de ser uma edificação relevante à São Paulo, o MASP apresenta mais de 11 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, fotografias, objetos, entre outros. O espaço tem uma programação diversa e sempre realiza feiras e exposições. A missão do museu é ser diverso, inclusivo e plural, com intuito de levar o diálogo entre culturas e territórios por intermédio das artes visuais.


Casa das Rosas


O arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, popular pelas construções da Pinacoteca, Teatro Municipal e Mercado Público de São Paulo, foi o responsável pelo projeto da Casa das Rosas. A mansão em estilo clássico francês tem 30 cômodos, edícula, jardins, quadras e pomar. Localizada na Av. Paulista, o local reunia grande parte dos barões cafeeiros milionários que moravam na capital.


Em 1935, ela foi concluída. Nesse período, os herdeiros de Ramos de Azevedo viviam no local e permaneceram lá até meados de 1980. A partir disso, nessa época, a Av. Paulista estava em desenvolvimento e, agora, a Casa das Rosas estava em meio a prédios comerciais, edifícios modernos, instituições bancárias, tráfego de veículos e pessoas.


Conforme a evolução da avenida em que estava inserida, a mansão teve uma reinauguração, em 2004, como “Espaço Haroldo de Campus de Poesia e Literatura”. Assim, a Casa das Rosas oferece aos seus visitantes cursos, oficinas de criação e crítica literária, palestras, debates, lançamento de livros, apresentações musicais e literárias, entre outros.


Fundação Oscar Americano


A Fundação Maria Luísa e Oscar Americano, localizada no bairro Morumbi, zona sul de São Paulo, possui cerca de 75 mil m². A instituição foi criada pelo engenheiro Oscar Americano em que, até 1980, ano de abertura para visitação pública, fez reformas na então antiga residência da família.


A casa, onde Oscar morou por 20 anos, foi projetada pelo arquiteto Oswaldo Arthur Bratke e apresenta um belo acervo disponível à visitação. Em seu interior, é possível ver obras do período colonial, imperial, modernistas do século XX e coleções de artistas renomados, como o holandês Frans Post, Di Cavalcanti e Cândido Portinari. Há um salão de chá, um auditório, um espaço para convenções e palestras.


O parque, dividido em 10 setores, abriga mais de 25 mil árvores das mais variadas espécies, além de esculturas e um pavilhão de lazer. Com isso, a sua fauna e flora são ricas e têm pássaros de várias espécies e plantas exóticas. Existem inúmeras atividades culturais realizadas na Fundação e podem ser usufruídas pelos visitantes.


São Paulo é constituído por muitos outros espaços. Em breve, falaremos mais sobre alguns deles. Te esperamos!


Fontes:



781 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O imóvel tombado, tombou!

A demolição do imóvel localizado na Rua Artur Prado, 376, na Bela Vista – SP, conhecido como Casarão das Muletas, é mais um triste ataque que assistimos passivamente contra o nosso patrimônio históric

Comments


bottom of page